(…)

Hoje, li o livro do profeta Naum. O cenário não foi muito diferente do que li ontem: palavras duras e muita destruição. Só encontrei um pequeno ponto de conforto no livro, pelo menos foi esse que me chamou a atenção, por ser um verso conhecido por nós, parecido com outro ainda mais conhecido: “veja sobre os montes os pés do que anuncia as boas novas e anuncia a Paz”.

Isso me levou a crer que essa seria, na realidade, uma exclamação comum em tempos de dificuldade: “veja, há esperança, existe o mensageiro que anuncia a Paz”. Mais que isso, enquanto meditava, passei por algumas montanhas. Bem, na minha cidade elas não existem. Olhando aquele monte de pedra, fiquei pensando sobre como é difícil subir lá, mas vale a pena quando se pode ser um sinal de Paz em meio à distruição.

Do lugar mais alto, se enxerga além da dificuldade que o povo que está ao pé do monte enfrenta. Assim, o profeta vê tudo e pode finalmente profetizar, porque vê além.

Hoje, encontrei um motivo para quem quer galgar novos níveis. Não por ter vontade apenas de experimentar poder, ms para ver além e dizer aos que lutam e sofrem perto de mim: “O Senhor Reina!” Mais do que nunca, eu quero que meus pés sejam vistos, lá em cima.

[Barreiras – BA, 17 de dezembro, 10 da manhã]

***

Segundo por aqui, estou sendo muito acalentado pela Palavra. Não tenho a mínima dúvida de que é o Senhor o maior interessado em tudo o que está acontecendo comigo nesses dias, nesta cidade. O FLAMES tá lindo, Deus está mesmo nesse negócio! Um milagre por dia na organização. Experiências muito poderosas! A fé e o sobrentural existem, quer se torça ou nariz ou não. [rooow!]

Ah, o Congresso começa amanhã. Mando mais notícias sim, podem deixar.

Anúncios