Em tempos de crise, decidi fazer um post sobre o assunto também, pegando a onda dos noticiários. Como alguns de vocês devem saber, estou relendo os evangelhos e está uma luta pra terminar! A cada capítulo, novas realidade têm aparecido, entre elas, uma boa palavra de Jesus Cristo sobre como se comportar no meio de uma crise. Te convido a ler e ser ensinado e surpreendido pelo sempre instigante Jesus, junto comigo.

“Havia um homem rico que tinha um gerente. Ele recebeu relatos que o gerente estava se aproveitando de sua posição, gerando enormes despesas com gastos pessoais. Então, ele o chamou e disse: ‘o que é isso que estou ouvindo falar de você? Você está despedido! E eu quero uma auditoria completa dos seus livros’.

O gerente disse a si mesmo: ‘e agora, o que é que eu faço? Eu perdi meu emprego de gerente, não sou forte demais para trabalho braçal, e sou orgulhoso demais pra mendigar… Ah! Tive uma ideia! Aqui está o que tenho que fazer… Daí, quando eu sair, as pessoas me levarão para suas casas’.

Então, ele foi fazer isso. Um após outro, ele chamou entre as pessoas quem estava devendo ao seu patrão. Ele disse ao primeiro: “quanto você deve ao meu senhor”?

Ele respondeu: ‘cem jarros de azeite de oliva’.
O gerente disse: ‘aqui, sente aqui e escreva rápido na sua lei, escreva que deve cinquenta’.

Ao próximo, falou: ‘e você? quanto deve?’
Ele respondeu: ‘cem sacos de trigo’.
Ele disse: ‘tome seu registro, e escreva oitenta’.

Agora, aqui está uma surpresa: O patrão elogiou o gerente torto! E por quê? Porque ele sabia como cuidar de si mesmo. Os sábios das ruas são mais inteligentes do que os cidadãos cumpridores da lei. Estão sempre em alerta constante, procurando por ângulos, sobrevivendo por seu juízo. Eu quero que vocês sejam inteligentes assim – mas para as coisas certas – usando cada adversidade para estimular vocês a uma sobrevivência criativa, para concentrar sua atenção no que é realmente essencial, no pouco. Então vocês viverão, realmente viverão, e não apenas terão complacência por causa de bom comportamento”.

[Lucas 16.1-9 (The Message)]

Anúncios