https://i0.wp.com/img29.imageshack.us/img29/8136/gio.jpg

Jesus disse que seria fácil? Em nenhum momento. Quando conheci Giovanna, foi como se Ele mesmo quisesse me provar, assim na prática que isso era mesmo verdade: nada está programado para ser fácil.  Nos conhecemos numa dessas situações, justamente num momento onde essa idéia de Jesus seria repetida na minha mente umas trinta mil vezes, só para que eu conformasse um stress rotineiro de um congresso de jovens com as realidades espirituais. Giovanna me mostrou que dá mesmo pra fazer tudo isso, rindo, contando piada e acenando para a multidão ao mesmo tempo.

Isso foi só o começo, ela me ajudou a ver muitas coisas, uma série de verdades preciosas. E continua fazendo isso até hoje. Não que ela pratique todo o ponto de vista que costuma me mostrar (huhuhu), mas nunca conheci alguém tão seguro da visão de Deus e do que Ele pensa a respeito de alguém [e do que realmente tem que ser feito] do que ela. Assim, os problemas e pedrinhas do caminho podem ser facilmente colocados no diminutivo. Ela realmente consegue fazer as coisas mais engenhosas (e complicadas pra mim) de forma muito espontânea. Não tem como não admirar alguém assim.

Vencer limitações. Superar obstáculos e superar a si mesmo. Hoje, a Gi não tem mais esse colete feinho no pescoço, mas essa foto explica muito os verbos que coloquei antes dessa frase aqui. Todos nós que a conhecemos sabemos bem o que significam! E por isso damos parabéns por mais um ano de vida, porque este aniversário, foi conquistado mesmo! Por ela e pelo Senhor dela.

No dia em que a Gi voltou ao “convívio Igrejal”, logo depois de tudo o que aconteceu, o pessoal passou um vídeo e eu fiquei só na vontade de ter interferido na homenagem. Bem, se eu fizesse o vídeo, ficaria mais ou menos assim, ó:

Parabéns… E por mais clichê que soe a frase: obrigado por existir.

Anúncios