https://i1.wp.com/img190.imageshack.us/img190/4264/hannahgjr.jpg

Voltar à ativa pode soar diferente para quem esperava esse retorno. Eu até gostaria de falar sobre São Paulo e as últimas coisas que andaram acontecendo comigo, mas não me sinto animado para isso agora. Vai ser complicado escrever esta série aqui no meu blog sem comentar fatos que estão ocorrendo, mas se não for assim, a coisa perde um pouco da pessoalidade. Tenho recomendações expressas para tomar cuidado com a exposição, então fica aqui o que for essencial. Mesmo assim, não vou deixar de compartilhar um momento tão… Digamos, especial da minha vida.

Ricos, pobres, judeus, árabes, hindus, gripados ou não, todos nós enfrentamos (entre tantos “inimigos”) um opositor especial. Eu diria que o opositor em questão não é apenas um e a palavra que os representa não é um substantivo masculino. Sempre se espera algo de alguém, sempre vai se esperar algo de você. As expectativas externas em torno do que você é/pode fazer, são motivo de muita coisa: ou você se revolta e as supre, ou você se revolta e vai além delas. A opção de decepcionar não é descartada aqui, mas é ignorada pela maioria de nós. Valorosos somos, não?

expectativa (eis…èct ou èt)expectativa (eis…èct) ou expetativa (eis…èt)
s. f.
1. Expectação; espera.
2. Esperança baseada em supostos direitos, probabilidades ou promessas.
3. Esperança.
4. Probabilidade

Você já parou para pensar no que se espera de você? Pode responder nos comentários, se quiser. Analise que sua família, sua Igreja local, seu pastor, seus discípulos, seus professores, sua namorada, seu líder, seus colegas de trabalho, o padeiro e o moço da loja de discos, todos esses, esperam algo de você. Logo, podemos concluir que o mundo todo, todas as relações são um jogo de expectativas. Até Deus espera um determinado comportamento seu, que unifica os seus objetivos com os dEle, onde os dois podem voltar a ser amigos do lado “de cá” do abismo causado pelo pecado. A expectativa é natural, mas como tudo em excesso…

O sufoco causado por elas tem sido um dos vilões sobre os jovens nos dias de hoje. Conheço amigos que não comem ou dormem direito há meses por causa da expectativa exercida sobre eles e aprovações em concursos públicos. A realidade é que, num dado momento, as expectativas sufocam e você realmente precisa “subir para respirar”. Um dos estados mais verdadeiros do coração do homem é logo depois de uma situação de “quase afogamento”. Em horas como essa percebemos o quanto somos frágeis e quanto nossa vida realmente não passa de um fôlego.

Estéril.

Durante a semana, de frente a algumas situações que estou vivendo, tenho me encontrado na Bíblia com uma mulher que também sofreu o sufoco pelas expectativas sobre ela. Como toda mulher dos tempos bíblicos, esperava-se que Ana tivesse um filho. Não apenas um, mas uma grande prole! Para glorificar a Deus e manter a honra e o nome de Elcana, seu dedicado esposo. Apesar de ter tudo o que uma mulher podia querer, Ana não conseguia atender à espera dos que estavam ao seu redor. Eu consigo imaginar dois olhares torturantes sobre aquela mulher: o primeiro, aquela cobrança inocente disfarçada de humor – “Ana, e esse bebê sai quando?” – e o segundo, de julgamento da situação apenas pelo presente: – “Essa aí não presta. Deve ser tão ruim que YHWH fechou-lhe a madre” .

Era algo tão simples para uma mulher: gerar, ter um filho. Toda mulher foi feita para isso, toda mulher casada estaria pronta para o fato. Ana tinha tudo em suas mãos: era uma mulher e tinha um marido amoroso. Às vezes temos tudo em nossas mãos para fazer o que “precisamos fazer”. Me identifico com Ana exatamente aí. Posso ter tudo para chegar a qualquer lugar, mas sei que essa capacitação não depende apenas de mim. Alguém precisa “abrir” o meu ventre.

Você deve saber que as dificuldades para Ana não acabavam assim. As punhaladas podiam ser externas, mas vinham mais forte dentro de casa. Ana tinha alguém, morando sob seu teto, para apontar seu problema todos os dias. Eu não sei quanto a você, mas eu tenho minha própria Penina particular, cheia de filhos para me mostrar a minha incapacidade.

(Continua…)

Anúncios