https://i2.wp.com/img17.imageshack.us/img17/1866/ensaiogeral.jpg

Faltam quatro dias para o começo do congresso, e chegar a uma semana antes dele sabendo o que vou fazer lá já é uma vitória muito grande. A Palavra de Deus tem me fortalecido nesse tempo, por mais que a frase seja clichê e o anúncio seja piegas num diário de um jovem crente brasileiro. Tenho sido fortalecido por Jesus, pelo Seu caráter e por Seu exemplo. Tenho visto como Jesus sofreu não apenas no calvário, e como Ele suportou tudo sendo forte no Pai, sendo satisfeito no Pai. É um desafio ter o relacionamento com Deus como centro da própria vida, e creio que é para isso que estou sendo despertado. Como os apóstolos já sentenciavam, toda dor só tem benefícios a trazer.

O pastor ensinou uma fórmula nova de organização do texto das devocionais e é uma delícia fazê-lo. Tudo fica mais curto e mais profundo, achei até mais viável publicar uma coisa ou outra aqui. O farei quando encontrar oportunidade. Ah, comprei um caderno novo de devocional semana passada e voltei à mania de desenhar nos devocionais. Com uma caixa de lápis de cor que havia comprado no começo do ano, hoje desenhei Jesus, como o imagino, em tons de azul e violeta.  Por cima de tudo, a letra de “The First and The Last”, do Hillsong, que foi minha trilha sonora do devocional de anteontem. Jesus é o primeiro e o último, minha origem e também meu destino. Essas verdades “de sempre” tem um poder incrível de nos trazer consolação. Atrás das coisas aparentemente básicas, o Espírito Santo se esconde, e ali faz seu trabalho.

Jesus não prometeu o fim das dores, mas prometeu consolação no meio delas. Se a consolação não chegar, aí sim temos o direito de fazer birra e bater o pé. A questão é que o Consolador é muito eficiente! Ele sempre sabe o que faz e sempre surge para trabalhar. O Espírito de Deus não tem me deixado nesses dias, trazendo sua consolação mesmo em meio a tantas lutas. Seja com uma palavra, uma canção, uma boa notícia e até algumas piadas, Ele mesmo tem arrancado sorrisos dos meus lábios. Deus não rejeita filhos e nem tem filhos prediletos! Meu Pai está totalmente envolvido comigo.

Talvez você pense que seu problema é desprezível. Eu já pensei muito assim, sabia? Pelo fato das pessoas menosprezarem algo que acontecia comigo ou rotularem as situações (pessoas são craques nisso), eu chegava a pensar que aquela luta era realmente irreal e Deus não estava preocupado comigo. Mentira perigosa! Deus sempre está envolvido com seus filhos, eu sou um assunto pessoal do Senhor e sim, Ele quer me ver forte e de pé, e trabalha duro pra ter isso, assim como meus pais trabalham duro para me ver bem e feliz.

Hoje, Ele me consolou trazendo notícias boas e frescas. Pessoas bem especiais para mim estão vindo para o congresso. A Gui, a Kinha e até o Abner! Justamente as pessoas que sempre seguram minha onda, que me fazem sentir alguém especial, de fato. Vai ser providencia divina tê-los aqui, e como sempre, sendo canais de Deus para, entre tantas coisas, me consolar. Ontem, Jesus comentou comigo sobre a necessidade que tenho de crer que cada promessa feita por Ele a meu respeito tem a obrigação de funcionar. Jesus prometeu consolação, prometeu que trabalharia para isso… E eu preciso acreditar que o meu Deus é eficiente.

Assim como eu, respire fundo antes do desespero bagunçar todo o seu dia de hoje. Espere a consolação chegar! Esta, não demora.

Anúncios